Comércio associado à CDL passa a ter dois Dias Mais

15/04/2019

O Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) promoveu na noite de quinta-feira (11), uma assembleia geral extraordinária, que tinha como objetivo, discutir a negociação da convenção coletiva 2019/2020. A reunião, que aconteceu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), serviu ainda para a abordagem de outro assunto de interesse da classe lojista: o Dia Mais e Dia Estendido.

A presidente do Sindilojas, Giovana de Oliveira de Souza, abriu a reunião falando de uma pesquisa realizada a respeito dos horários adotados no ano de 2018, com o objetivo de saber se foram ou não eficazes e poderão ser novamente utilizados. Em seguida, apontou a necessidade de se montar uma comissão com 10 pessoas para representar os lojistas nas negociações da convenção 2019/2020 junto ao Sindicato dos Trabalhadores do Comércio (Sitracom). Alguns dos presentes se ofereceram para compor a comissão, sendo que os restantes serão indicados e convidados oportunamente. A comissão, no entanto, já foi autorizada pelos lojistas a representar a classe frente às negociações.

O presidente da CDL, Luiz Gonzaga Pereira, abordou o assunto referente ao Dia Mais e Dia Estendido. Segundo ele, a diretoria da entidade havia decidido, em reunião recente, que o primeiro aconteceria sempre no segundo sábado do mês. Já o Dia Estendido, seria um complemento que os lojistas lançariam mão quando o segundo sábado ficasse longe de uma data comemorativa ou feriado.

Depois de uma breve discussão, duas decisões foram tomadas: a primeira, a de que não haverá mais o chamado Dia Estendido aos sábados. Dia Estendido será aquele em que houver a necessidade da abertura do comércio até mais tarde, em outro dia da semana. A segunda decisão foi a de que a partir de agora haverá dois Dias Mais, sempre no primeiro e no segundo sábado de cada mês, à exceção de feriados. Todos concordaram que isso vai evitar qualquer tipo de dúvida, tanto do lojista quanto do público, sobre qual sábado o comércio vai atender até às 17h. Foi unânime, também, a solicitação de que todas as datas devem ser amplamente divulgadas na mídia quando da sua proximidade. Houve a sugestão ainda, de que o Dia Mais passe a se chamar Sábado Mais, o que será discutido junto à Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), para saber se é uma marca registrada por alguma CDL ou se pode ser usado por todas.

O presidente da CDL saiu satisfeito com o resultado da reunião. “Todos temos nossas opiniões e pontos de vista sobre o assunto, mas a CDL não pode decidir nada sozinha, por isso estamos aqui hoje, e o que for decidido terá que ser acatado pelos demais”, afirmou. 

Imagens

Outras notícias